Intimidade Entre Estranhos


Conhecemos do outro apenas a ponta do iceberg e no fundo toda relação é uma intimidade entre estranhos. Partindo deste pressuposto vamos desnudando os traumas e conflitos de cada um dos personagens do novo longa de José Alvarenga Jr, ''Intimidade Entre Estranhos''.

Neste drama dos dias atuais temos como cenário o belo Rio de Janeiro, cidade natal de Maria (Rafaela Mandelli), de onde ela, infelizmente, não guarda boas recordações. Mas a mulehr é obrigada a voltar para o lugar para acompanhar o marido Pedro (Milhen Cortaz), um ator sem prestígio e que tenta sua cartada definitiva na profissão atuando em uma série de tv.

O casal já vive uma relação problemática e se afasta cada dia mais a medida que Pedro necessita passar seus dias concentrado no trabalho e assim Maria se vê sozinha em um apartamento cheio de caixas de mudança a esperando reagir aos acontecimentos recentes.

Trailer

Fragilizada, Maria conhece Horácio (Gabriel Contente), um jovem depressivo, que ainda vive o luto pela morte da avó que o criou, fechado no mundinho do prédio onde é dono e síndico. Nasce então uma relação cheia de atritos e ambos se apegam a esta amizade como a uma tábua salva vidas. 

E assim se forma um interessante triangulo amoroso na trama. E o arco surge para trazer a superfície questões de cunho psicológico como suicídio, luto, depressão, alcoolismo e violência. Contudo, mesmo que as questões sejam apresentadas, não há conclusão ou solução para as mesmas.


Ficha Técnica
Título original: Intimidade Entre Estranhos, 2016. Direção: José Alvarenga Júnior. Roteiro: Matheus Souza e José Alvarenga Jr. Elenco: Rafaela Mandelli, Milhem Cortaz, Gabriel Contente, José Dumont, Giovanna Lancelotti e Jayme Periard. Gênero: Drama. Diretor de Fotografia: André Faccioli. Diretor de Arte: Cláudio Domingos. Montagem: Marilia Moraes. Autor da Mixagem Musical: Rodrigo Noronha. Música Original: Frejat e Leoni. Preparadora de Elenco: Fátima Toledo. Engenheiro de som: Bernardo Uzeda. Produção Executiva: Marcelo Guerra. Produtor Associado: José Alvarenga Jr. Produtora: Iafa Britz. Produção: Migdal Filmes. Coprodução: Globo Filmes, Canal Brasil. Distribuição: Galeria Distribuidora. Duração: 01h51 Minutos.
A piscina rasa onde Maria passa o tempo e preenche seu ócio representa bem este ir e vir de maneira superficial e em um espaço limitado. Os traumas estão lá e o jeito é conviver com eles usando os subterfúgios das festas, dos encontros casuais e descompromissados, dos remédios, do álcool, do fumo, que satisfazem momentaneamente sem curar as feridas.

O filme é antes de tudo um retrato psicológico das relações nas grandes cidades, definido perfeitamente por seu título e que coincide com o nome de uma das canção do músico e cantor Frejat (ouça aqui) — que aliás assina as composições aqui em parceria com o também colega de profissão Leoni.

É Brasil nas telas, então, não deixe de conferir.

HOJE NOS CINEMAS

Escrito por Helen Nice

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)