Ford vs Ferrari


Os nomes de peso de Matt Damon e Christian Bale chamam mais atenção para Ford vs Ferrari que o título ou o plot do filme. A obra, dirigida por James Mangold (Garota Interrompida, Johnny & June e Logan), aposta em um tema de nicho, que não conversa com qualquer espectador. E se aos atores coube ser o chamariz, coube à direção a tarefa hercúlea de prender a audiência por duas horas e meia, tentando fazer conversas sobre motores e freios de carro soarem interessantes. Por isso o roteiro apela para o que pode ser universal e tocar a audiência: a temática da paixão pelo que se faz. 

De um lado temos Ken Miles (Bale), um mecânico turrão e reativo, que não leva desaforo pra casa. O típico trope chamado de white trash. Quando não está trabalhando em sua oficina, gosta de correr em pequenas corridas. E conhece tanto sobre carros que sabe a hora exata de acelerar, frear, passar a marcha e a melhor estratégia para cada veículo, a depender de suas peças. Do outro, Carroll Shelby (Damon), ex-piloto que agora vende carros devido a um problema de saúde. Mas sua paixão pelas corridas continua. E Shelby se projeta em Miles quando este corre, vendo na pista aquilo que ele também foi: alguém com vocação. A amizade dos dois surge desta mútua admiração e reconhecimento. 
Bale e Damon trabalham pela primeira vez juntos, mas quase chegaram a contracenar em 'Batman: O Cavaleiro das Trevas' (2008), quando Damon recebeu proposta para interpretar 'Duas Caras'.
Porém, a trama do longa só acontece porque a Ford está preocupada com seu rendimento e decide, em uma jogada de marketing, começar a fabricar carros de corrida para, como a Ferrari, passar a ser um objeto de desejo, não apenas um utilitário. No entanto, para criar esse status, é necessário não apenas construir o veículo, mas vencer a corrida. E para isso é preciso um bom piloto. É aí que Shelby e Miles se encaixam. 

A história que envolve paixão, dinheiro, teimosia, relações de trabalho e de sabotagem são interessantes. O que torna o filme cansativo são as cenas da Le Mans, a grande corrida de vinte e quatro horas que acontecia durante os anos 60. Definitivamente bem dirigidas, porém, cansativas. A repetição de planos de passadas de marcha e ultrapassagens podiam poupar até meia hora de filme. 

Não se pode dizer que a tarefa de Mangold de segurar a audiência foi cumprida. A junção de um tema de nicho com glorificação de um universo tipicamente masculino onde a velocidade e o risco significam liberdade, deixam parte do público de fora (há apenas uma personagem feminina, por exemplo. E seu tempo de tela é mínimo). Trazer as empresas Ford e Ferrari como personagens só piora a situação. 

O casting se completa com as carinhas conhecidas de Caitriona Balfe, Jon Bernthal, Josh Lucas.

Por mais que se faça uma mea culpa, colocando os personagens corporativos como homens gananciosos que só se importam com o dinheiro, em contraponto à autenticidade de Shelby e Miles, no fim das contas são as marcas que levam o título. São elas que se sobressaem, figurando como o totem da sociedade americana vs o totem da sociedade italiana. 

A interpretação tão comentada de Bale, que novamente perde peso para estar em um papel, realmente é impressionante. Uma pena que está fora do tom do em relação ao restante do elenco. Enquanto todos focam em uma atuação mais naturalista (e vale mencionar o destaque do ator mirim Noah Jupe), Bale ruma para o hiper-realismo da caricatura. 

Trailer


Ficha Técnica
Título original e ano: Ford vs Ferrari, 2019. Direção: James Mangold. Roteiro: Jez Butterworth,  John-Henry Butterworth e Jason Keller. Elenco: Matt Damon, Christian Bale, Caitriona Balfe, Jon Bernthal, Noah Jupe, Josh Lucas, Ray Mckinnon, JJ Feild, Jenelle Mckee, Wyatt Nash. Gênero: Drama, Ação, Biografia. Nacionalidade: Eua. Trilha Sonora Original: Marco Beltrami e Buck Sanders. Fotografia: Phedon Papamichael. Edição: Andrew Buckland, Michael McCusker e Dirk  Westervelt. Figurino: Daniel Orlandi. Direção de Arte: Maya Shimoguchi. Distribuição: 20th Century Fox. Duração: 02h32min.

14 de Novembro nos Cinemas

Escrito por Luana Rosa

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)

Vote no prêmio eSports!