Pluft - O Fantasminha | Assista nos Cinemas


A obra “Pluft - O Fantasminha” foi escrita pela dramaturga brasileira Maria Clara Machado e consagrou o teatro infantil ao ser encenada pela primeira vez em 1955. O texto concebido originalmente no gênero teatral, ganhou mais tarde a versão em prosa, escrito pela própria autora e ilustrado por Graça Lima.

Houve uma adaptação para a tevê, assinada por Geraldo Casé, que foi a primeira produção em cores no Brasil. Composta por oito capítulos, dirigidos pelo próprio Casé, que foram exibidos pela Globo em 1975. Agora, o público terá a chance de assistir a adaptação feita para o cinema. Inspirada no texto original de Machado, a obra tem roteiro de José Lavigne, (que, aliás, está na produção e e interpreta o Tio Gerúndio) e Cacá Mourthé. Rosane Svartman é responsável pela direção do longa. Um detalhe importante: a roteirista Cacá Mourthé é sobrinha de Maria Clara Machado e foi sua aprendiz. Logo, podem esperar um roteiro fiel à obra original, rico em detalhes, embasado em profunda pesquisa tecnológica, sem perder a riqueza artesanal. A produção assumiu o grande desafio de traduzir a mágica do teatro para o cinema utilizando-se de truques que falam ao coração.

No elenco temos: Nicolas Cruz (Pluft), Fabiola Nascimento (Mãe do Pluft), Lola Belli (Maribel), Juliano Cazarré (Pirata Perna de Pau), Arthur Aguiar (Sebastião), Lucas Sales (João) e Hugo Germano (Juliano), entre outros.


Este é o primeiro filme infantil brasileiro de live action em 3D e tem um dos maiores orçamentos no gênero. A produção tem cenas complexas e inovadoras que foram gravadas debaixo d’água, o que confere leveza, fluidez e realismo aos movimentos dos fantasmas. Produzido pela Raccord Filmes, co-produzido pela Globo Filmes e pelo Gloob, o filme de 90 minutos é distribuído pela Downtown Filmes.

Na trama, Pluft é um garoto fantasma, que vive com a mãe fantasma e o tio fantasma em uma velha casa abandonada em uma ilha deserta. Sempre curioso e questionador, o garoto pergunta insistentemente à sua mãe o que é “gente”, aquela espécie viva de quem ele tem muito medo. A carinhosa mãe lhe explica que não há o que temer, pois “gente” também tem muito medo de fantasma e dificilmente vai se aproximar da casa.

A “vida” da pequena família seguia tranquila. Mamãe fazendo deliciosos pastéis de vento, em animadas conversinhas ao telefone com a tia Bolha, enquanto o tio Gerúndio passava todo tempo dormindo o sono eterno em seu baú. Longe dali, vivia a menina Maribel, neta do falecido Capitão Bonança Arco-Íris, que lhe deixou um tesouro como herança escondido exatamente na casa onde mora o Fantasminha Pluft.

Um belo dia, o ganancioso Pirata Perna de Pau sequestra Mirabel para se apossar do tesouro, e a leva para a ilha. Os três amigos de Mirabel, os marujos do Capitão, saem em seu resgate. Aliás, as cenas mais engraçadas estão por conta do Pirata e dos marinheiros atrapalhados. Presa na velha casa, Maribel conhece Pluft. A princípio o medo é recíproco, mas logo uma bela amizade nasce entre eles. Juntos irão enfrentar o malvado Pirata.

Trailer


Ficha Técnica
Título original e ano: Pluft - O Fantasminha, 2022. Direção: Rosane Svartman. Roteiro: José Lavigne, Cacá Mourthé e Rosane Svartman. Elenco: Juliano Cazarré, Fabiula Nascimento, Arthur Aguiar, Lucas Salles, Hugo Germano, Orã Figueiredo, Gregório Duvivier, Simone Mazzer, Ariane Souza, Thaís Souza e Ricardo Kosovski, Lola Belli e Nicolas Cruz. Gênero: Aventura, Fantasia. Nacionalidade: Brasil. Direção Musical e Trilha Sonora Original: Tim Rescala, MBr. Direção de Fotografia: Dudu Miranda. Direção de Arte: Fabiana Egrejas. Supervisão de Efeitos: Sandro Di Segni. Produção de Elenco: Cibele Santa Cruz. Montagem: Natara Ney e Welington Dutra. Figurino: Márcia Tacsir. Maquiagem: Mari Figueiredo e Cacá Zech. Som Direto: Alvaro Correia. Edição de Som: Waldir Xavier. Mixagem: Armando Torres Jr., ABC, e Caio Guerin. Supervisor de Finalização: Juca Díaz. Supervisão de Estereografia: José Francisco Neto, ABC. Supervisão de Tecnologia: José Dias. Direção de Fotografia Subaquática: Roberto Faissal, ABC. Produção: Clélia Bessa. Produção Executiva: Diogo Dahl. Produtores Associados: José Alvarenga Jr., Bruno Wainer e Marcos Pieri. Coprodução: Globo Filmes e Gloob. Distribuição: Downtown Filmes. Duração: 90min.
O roteiro, que traz de volta a inocência do imaginário brasileiro, aborda inicialmente a questão do medo do desconhecido. Pluft tinha pouco conhecimento do mundo fora das paredes da casa, pois ele sempre estava na companhia da mãe e temia tudo que estivesse fora de sua zona de segurança. Comparando aos tempos modernos, ele representa as crianças que ficaram em casa durante a pandemia. Já Maribel tinha o medo natural de fantasmas, por ser algo inexplicável. Ambos têm medo do desconhecido. Também mostra como o poder da superação e da coragem de enfrentar os medos pode ser íncriveis e conhecemos uma Maribel que, respeitando o universo de Maria Clara Machado, consegue ser atual e empoderada.

“Você não sabe do que nós meninas somos capazes!”

O texto também trata de amizade, empatia e amadurecimento. Os marujos enfrentam os mares, a distância e seus medos para socorrer a amiga que tanto amam. Maribel e Pluft se tornam amigos, superando suas inseguranças e respeitando as diferenças, como num rito de passagem. 

Em um mundo sufocado de informação, Pluft traz de volta um olhar inocente, que respeita o momento da criança. As mensagens são diluídas na história. E, ao final, todos se tornam amigos e companheiros de aventuras. O tesouro é uma surpresa à parte. Observe!!

A trilha sonora, gostosa e envolvente, tem a assinatura de Tim Rescala, que também faz uma participação especial como um dos piratas. Foram criadas mais de 80 faixas e regravadas 3 canções originais da peça. A trilha toda é incrível e vale ser conferida. Destaque para a canção ''Pluft e Maribel'' na voz de Frejat e Coro Infantil da UFRJ. Há também faixas com a participação do Coral da Gente e da Orquestra de Heliópolis.


Esta deliciosa produção chega aos cinemas num ótimo momento e certamente será uma referência para futuras gerações. Aproveite as férias escolares e curta com a garotada!

Nas últimas semanas, vem ocorrendo exibições de imprensa e pré estreias da produção, mas o filme foi conferido na sessão exclusiva de Pré Estréia do “Vibra Open Air” no mês de junho o que fez a diferença, pois foi presenciado a reação das crianças no evento.

HOJE NOS CINEMAS

Escrito por Helen Nice

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)