Ted, o filme do ursinho boca suja

Um ursinho de pelúcia real, politicamente incorreto e que fala um bocado de palavrões. Freaking genius, right? Quem teve essa ideia brilhante foi o diretor e showrunner Seth McFarlane (criador das séries Family Guy e American Dad!) e o resultado desta ideia, o filme “Ted”, estreia nos cinemas brasileiros nesta sexta-feira (21/09).

O filme conta a história de John Bennet, um menino que não tem amigos e que ganha um ursinho de pelúcias com presente de natal. O teddy bear vira então seu melhor amigo e antes de dormir naquela noite John deseja que ele fosse real.  Ao acordar na manhã seguinte, surpresa: Seu pedido foi atendido. No começo todos ficam chocados, mas depois Ted acaba virando uma celebridade. Mais tarde,porém, como todas as sensçãoes de momento, ele cai no esquecimento da mídia, mas não do seu amigo, John, que prometeu estar ao seu lado para sempre.

Falando assim até parece conto infantil, não é? Mas só no inicio. Prometo. Os anos se passam e menino e ursinho crescem. O menino em tamanho e o urso em maturidade. Não que John continue sendo criança, mas ele parece ficar preso ao passado, recusando a assumir suas responsabilidades e se sujeitando à influência de Ted. Este, embora ainda seja fofo e peludo, agora tem a voz grossa, usa drogas, sai com mulheres, faz festas... No entanto tudo parece bem. O problema começa quando John faz aniversário de quatro anos de namoro com Lori. Ela, linda e bem sucedida, nunca teve problemas com Ted, mas agora espera levar seu relacionamento com John a outro nível, o que não pode acontecer com Ted entre os dois.

O trunfo de “Ted” está exatamente no fato de o filme não se levar tanto a sério. Um teddy bear agindo como um jovem adulto é uma ideia absurda, mas que funciona. Além de o roteiro surpreender por não seguir um caminho previsível (embora não tenha como evitar certos clichês), o protagonista cativa de tal forma que quando o roteiro se dirige para um momento mais “sério”, você realmente se comove com a situação, sem nada parecer forçado. Além disso, as risadas são garantidas. Há momentos divertidíssimos. A cena do Ted e John, já adultos, com medo de trovão, a da festa e as cenas do emprego do Ted são simplesmente hilárias.

O elenco está excelente. Todo o tempo na tela de cada um é bem aproveitado. Mark Wahlberg e sua estranha química com um ursinho de pelúcia (dublagem excelente do próprio Seth) conquista o público. Além dele, Mila Kunis e Joel Mchale (que parece ter inclinação para personagens mau-caráter) se destacam.

Então se você quer se divertir neste final de semana vá ver o filme do teddy bear e seu amigo John. Além de rir muito e se emocionar, vão se surpreender!

Ps: O filme ainda guarda algumas surpresas. Há uma breve participação de Norah Jones, Sam Jones (o Flash Gordon do filme de 1980!) e um certo ator que viveu um super-herói no cinema ano passado.

Ps 2: Estava sentindo falta de assistir uma comédia tão boa!

Ps 3: O uso de drogras na sociedade atual, não sei se somente nos Estados Unidos ou se aqui também, está tão banalizado como Hollywood anda mostrando? Em boa parte dos filmes (de comédia principalmente) o uso de drogas é mostrado como algo comum e "nada demais". A minha formação me ensinou que é algo errado e perigoso e por isso fico um pouco incomodado ao ver tanta apologia às drogas no cinema. Qual a opinião de vocês sobre o assunto?

Trailer (vermelho)

Escrito por Vitor Souza

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

4 comments:

Gilvanna disse...

Eu já assisti, -santo torrent hahaha- e gostei muito, qdo eu li sobre o filme pensei, wtf? deve ser meio bizarro e chato, mas é bem legal, você ri de situações que podem até acontecer com você, mas no filme é com um ursinho de pelúcia hahaha. E a namorada do urso? hahahha relacionamento bizarro

sobre as drogas, também me acho a puritana, pq tbm acho que tá mto banalizado e se tornou uma coisa "normal", mas eu não acho normal, sou careta mesmo!

Vitor Souza disse...

Tambem achei a mesma coisa ao ler a sinopse do filme, mas ri muito no cinema e achei muito bom!

Olha Gilvannam acho que sou careta tambem! e prefiro ser assim

Polie disse...

Hey! Esse era um dos filmes que não estava muito interessada em ver, mas gostei do que você escreveu e resolvi que darei uma chance ao filme. hasuushahas
Ted Bear só me lembra aqueles memes tensos que o pessoal faz na internet. o.õ
Sobre as drogas eu também não acho muito legal ficarem mostrando assim. Digo, está quase no mesmo nível que ficar mostrando bebida alcoólica e cigarros, que também fazem mal, mas é "mais aceito". Meio estranho...
até ;*

felipe disse...

Eu já assisti o filme é legal, mas eu esperava mais poxa vida o cara que tenta comer a namorada dele poderia ser menos idiota e passar ele pra tras por um tempo.

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)

Vote no prêmio eSports!