Sueño Florianopólis, de Ana Katz


Todos nós temos lembranças das férias ideais que trazemos na memória de forma nostálgica e perfeita. Podem estar anos no passado ou bem perto cronologicamente falando, mas existem apenas em nossa mente.

Este é o ponto em que Sueño Florianópolis quer tocar. Até porquê esse momento de descanso é totalmente indicado para gozar da nossa liberdade e nos permitir explorar lugares e situações inusitadas. Sair do casulo e do conforto do que já conhecemos.

Trailer

O filme se passa no ano de 1990. Uma família argentina decide viajar de carro por quase 1800 km e sair de Buenos Aires, na Argentina para passar a fronteira com o Brasil e chegar até Florianópolis. Apesar do câmbio favorável não havia fácil acesso aos transportes aéreos e Floripa se torna uma boa saída. Além de ser o sonho de consumo da classe média argentina - praias de águas quentes, música alegre e o clima bon vivant do povo brasileiro contrastando com o melancolismo argentino.

Lucrécia (Mercedes Morán) e Pedro (Gustavo Garzón) que já conheciam a cidade brasileira, tinham boas recordações e desta vez convenceram os filhos adolescentes Julián e Flor a viajar com eles. Contudo, obviamente, nem tudo sai como imaginado.

Psicólogos por profissão, Lucrécia e Pedro estão passando por um período de crise conjugal, vivendo "tecnicamente separados" e tentando reorganizar a vida. Quando chegam ao destino são ajudados por um morador local Marco (Marco Ricca) de quem alugam a casa. O brasileiro vive com a ex-Larissa (Andréa Beltrão) e o filho adolescente. Marco, que também está sofrendo com a crise da meia idade, tem casos conjugais por ai sem nenhum compromisso.



Ficha Técnica
 

Título Original: Sueño Florianópolis, 2018. Direção: Ana Katz. Roteiro: Ana Katz e Daniel Katz. Elenco Brasil: Andrea Beltrão, Marco Ricca, Caio Horowicz. Produzido por: Beto Gauss, Camila Groch, Francesco Civita, Nicólas Avruj. Elenco Argentina: Mercedes Morán, Gustavo Garzón,  Manuela Martinez e Joaquim Garzón. Fotografia: Gustavo Biazzi. Direção de Arte: Gonzalo Delgado. Produção Executiva: Camila Groch, Beto Gauss, Nicolás Avruj. Uma Produção: CAMPO CINE (ARG) e PRODIGO FILMS (BRA), em coprodução com GROCH FILMES (BRA). Distribuição: VITRINE FILMES (BRA) e Sales Agent Internacional: Film Factory. Duração: 01h46min.

O verão trás à tona sentimentos e aventuras, tanto entre os casais como entre os adolescentes. Todos ali são alimentados por um desejo crescente.

Mas tudo se passa de maneira rápida e até cômica, quando temos histórias familiares, envolvimentos eróticos e até uma certa decadência dos relacionamentos tradicionais, misturado com as diferenças entre a cultura tupiniquim e portenha. Logo, a terra dos sonhos já não é tão perfeita como nos lembramos dela.

Ponto negativo: o filme não se aprofunda em qualquer análise mais subjetiva, limitando-se a contar uma história linear e previsível - ainda que nos remeta a nostalgia, mostre o choque cultural nos relacionamentos entre pessoas de paises diferentes e seja sentimentalista ao falar de amores perdidos.


Destaque para o momento de transição vivido pela personagem Lucrécia simbolizado pelo aniversário e o enfrentamento do mar em um caiaque.

Sueño Florianópolis é uma co-produção Argentina-Brasil, produzido por Nicolás Avruj e Diego Lerman (Campo Cine), Beto Gauss, Francesco Civita (Prodigo Films), Camila Groch (Groch Filmes), Dominique Barneaud,  Adrien Oumhani (Bellota Films) e Ana Katz (Laura Cine), esta último que aparece também como roteirista e diretora da película. Já premiada em vários festivais e elogiada pela crítica e público, a produção tem distribuição da Vitrine Filmes no Brasil e chega aos cinemas pelo Projeto Sessão Vitrine Petrobras que dá ao público filmes de qualidade por um custo acessível

Estreia HOJE e é uma boa dica de cinema!

Escrito por Helen Nice

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)