The Cave, Feras Fayyad


Dirigido por Feras Fayyad e baseado nos diários secretos da Dra. Amani Ballour estreiou ontem, às 21h00, a produção da National Geographic ''The Cave''. Indicado ao Oscar na categoria de Melhor Documentário em 2020 e com enormes chance de levar a estatueta por abordar um tema atual, impactante, real e que aflora muito nossas emoções.

Prepare seu psicológico para adentrar um hospital subterrâneo na Síria, localizado na região de Ghouta, fronteira com Damasco. O povoado com cerca de 400 mil habitantes sofre constantes ataques russos devido a caças que sobrevoam as construções e a bombardeiam impiedosamente. Em meio aos escombros, os poucos sobreviventes necessitam de ajuda e cuidados médicos. Assim, foi construído uma complexa rede de túneis nos subterrâneos da cidade e um hospital improvisado com os poucos recursos que restam.

O lugar denominado The Cave é liderado pela jovem pediatra Dra. Amani e sua equipe feminina formada por Samaher e Alaa que resistem bravamente à cultura opressiva patriarcal vigente e procuram exercer suas funções em igualdade de direitos com os colegas homens.


Ficha Técnica

Titulo original e ano: The Cave, 2019. Direção: Feras Fayyad. Roteiro: Feras Fayyad e Alisan Hasan. Elenco: Amani Ballour, Salim Namour. NacionalidadeDenmark | Germany | France | UK | USA | QatarGênero: Documentário, Guerra. Trilha Sonora Original: Matthew Herbert. Fotografia: Salama Abdo, Mohammad Eyad, Muhammed Khamir, Al Shami e Ammar Suleiman. Edição: Denniz Göl Bertelsen e Per K. Kirkegaard. Produção: National Geographic, Hecat Studio, Madam Films, Ma.Ja.De Filmproduktion. DistibuidorNational Geographic Documentary Films. Duração: 01h47min.
O árduo trabalho na caverna é cercado pelo som assustador dos caças e o ruído das bombas. A falta de recursos, a escassez de alimentos e o perigo dos ataques químicos rondam a rotina do hospital e causam dor, revolta e um sentimento de impotência em nós meros expectadores. 

A coragem dessas mulheres é algo a ser glorificado. Resilientes, guardam sua dor e lágrimas e encontram forças para cuidar daqueles feridos, em sua maioria crianças indefesas. É de cortar o coração as cenas que veremos. E pensar que são reais! 

A que ponto chega a crueldade humana contra seu semelhante, porém, a luz de solidariedade que ilumina essa equipe nos dá esperança. 

Dra. Amani é um exemplo de força ao salvar milhares de pessoas e ir contra os esteriótipos e preconceitos contra as mulheres. Sua história precisa ser amplamente divulgada.

Programação após a estréia:
04 de fevereiro às 23h20, 
07 de fevereiro às 21h45, 
08 de fevereiro às 23h20 e 09 de fevereiro às 18h00

Para assistir ao trailer e outras informações visite: 

Escrito por Helen Nice

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)