Distribuição: Paris Filmes

Turma da Mônica - Laços


Os gibis da 'Turma da Mônica', criação do desenhista e cartunista Maurício de Souza, fizeram a infância de diversas gerações. Os primeiros passos dos mais famosos personagens de Mauricio, Cebolinha, Cascão, Magali e Mônica, foram dados lá no inicio do anos 60 e de lá pra cá o cartunista, junto da Maurício de Souza Produções, alegraram um mundaréu  de gente através de uma coleção de histórias encantadoras. Com os anos, o público assistiu o universo dos gibis passar por inúmeras transformações e também acompanhou o crescimento dessa turminha que veio a se expandir para HQs. Desta forma, em 2011, uma galera com muito talento foi chamada para revisitar todo o material e trazê-lo de um jeito ainda mais incrível. Foi neste momento que 'Laços' surgiu. Idealizada pela dupla Vitor e Lu Cafaggi, essa nova iniciativa nos embarca nas aventuras da turmitcha com nostalgia e carinho pelo passado, mas caminhando de mãos dadas com o presente e de olho no futuro. 

O enredo não insiste em ser exagerado e nos ganha pela sua simplicidade. E tudo começa com o sumiço de Floquinho, o cachorrinho de Cebolinha. Logo, o menino fica tristonho e são os amigos que insistem em anima-lo para juntos partirem em busca do paradeiro do bichinho.


Esses personagens tão cativantes que sempre vimos nas páginas dos gibis, ou ainda em desenhos animados, ganham agora rostos reais com o talento de Giulia Benite (Mônica), Kevin Vechiatto (Cebolinha), Laura Rauseo (Magali) e Gabriel Moreira (Cascão) dirigidos por Daniel Rezende (Bingo: O Rei das Manhãs) e a dica é não esperar menos do que uma declaração de amor à infância.

Também no elenco: Monica Iozzi como Dona Luísa, mãe da Mônica, Paulo Vilhena é o seu Cebola, Fafá Rennó interpreta a Dona Cebola e Ravel Cabral é o temido 'Homem do saco'.  Para deixar o bolo com aquela cereja brilhante e saborosa temos a participação especial do necessário Rodrigo Santoro.



Quando o filme se inicia, observamos atentos Cebolinha tentar mais uma vez sequestrar o coelho Sansão de sua dona com a ajuda de Cascão. Enquanto estes tentam fazer Magali e Mônica cair nas suas trapaças, as meninas se mostram espertas e os dois não saem bem da história, claro.

As cenas também nos deixam ambientados com a cidade pacata em que vivem e as famílias dos nossos protagonistas. Aliás, seu Cebola vem enfrentando queda de cabelo muito rápido para sua idade e inicia um tratamento da moda com o produto 'cabelol'. Porém, o que todos na região não sabem é que a empresa responsável pela produção da fórmula está trabalhando de forma desumana e usando ingredientes misteriosos - o que se descobre só depois do sumiço de Floquinho - e a união dessa turminha em uma aventura sem igual é que traz a resolução do caso. 

No caminho até as pistas para encontrar o cachorrinho, a amizade entre eles enfrenta obstáculos já que a rixa entre Mônica e Cebolinha vem a superfície, mas é ali também que eles conhecem mais de si e seus sentimentos de amor um pelo outro ficam transparentes. Ah, e todos os que ajudam nas pistas para acharem o caminho certo tem um papel certeiro. O pipoqueiro da pacata cidade, vivido pelo hilário Leandro Ramos, é um deles e em um momento lúdico, Cebolinha encontra com 'O Louco' e toda a memória dos gibis vem a tona a partir da ótima interpretação de Santoro.















Os atores mirins, aliás, dão um show em cena e nada é forçado, mas sim muito natural. As caracterizações ajudam bastante, mas o talento dos pequenos consegue trazer à tona detalhes específicos de cada um. As 'tlamóias' de cebolinha vem sim com sua famosa troca do L pelo R a todo tempo. Genioso o menino está sempre incentivando o amigo Cascão a não ficarem acomodados. Este último vem com uma doçura tão agradável que pode chegar a se tornar o seu predileto no filme. Magali vem demonstrando seu lado comilona e amiga e Mônica é tão danada de esperta que saca tudo muito rápido.

A trilha sonora é um personagem a parte no filme e ajuda a construir uma atmosfera caseira, doce e com gostinho de cidade de interior. Todo o design da produção se mostra competente. Fotografia não perde sua chance de colorir tudo o que pode e a direção de arte complementa lindamente cada frame que assistimos.

Rezende entra em um território aclamado por uma legião de fãs e destrói qualquer medo de que a adaptação não daria certo. Pois sim ela dá muito certo. Evoca em nós algo muito esquecido e nos transfere para um tempo em que o mundo parecia não ter lado, mas ser um só.


Trailer


Ficha Técnica

Título Original e Ano: Turma da Mônica - Laços, 2019. Direção: Daniel Rezende. Roteiro: Thiago Dottori - Baseado na Obra de Mauricio de Sousa. Inspirado na Graphic Novel "Laços” de Vitor Cafaggi e Lu CafaggiElenco: Giulia Benite (Mônica), Kevin Vechiatto (Cebolinha), Laura Rauseo (Magali), Gabriel Moreira (Cascão), Monica Iozzi (Dona Luísa), Paulo Vilhena (seu Cebola), Fafá Rennó (Dona Cebola) e Ravel Cabral (Homem do saco).  Participação Especial: Rodrigo Santoro (Louco) e Leandro Ramos (Pipoqueiro). Nacionalidade: Brasil. Gênero: Aventura.Direção de Fotografia: Azul Serra. Direção de Arte: Cassio Amarante e Mariana Falvo. Figurino: Fernanda Marques, Manuela Mello e Verônica Julian. Caracterização:  Gabi Britzki e Simone Batata. Montagem: Marcelo Junqueira e Sabrina Wilkins. Som direto: Jorge Rezende. Edição de Som: Miriam Biderman e Ricardo Reis. Mixagem: Toco Cerqueira e Reilly Steele. Música: Fábio Góes. Canção Original: Tiago Iorc. Produção de Elenco: Luciano Baldan, Produção Executiva: Bianca Villar. Produção: Bianca Villar, Fernando Fraiha, Karen Castanho, Daniel Rezende, Charles Miranda, Cassio Pardini, Cao Quintas e Marcio Fraccaroli. Produção: Biônica Filmes e Quintal Digital. Coprodução: Mauricio de Sousa Produções, Latina Estudio, Paris Entretenimento, Paramount Pictures e Globo Filmes. Distribuição: Paris Filmes e Downtown Filmes. Duração: 01h36min.

Avaliação: quatro amigos que se amam e meio pote de cabelol (4,5 /5)

Hoje nos Cinemas!

See Ya !

B-

Escrito por Bárbara Kruczyński

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)