Distribuição: Paris Filmes

O Hobbit - Uma Jornada Inesperada

Nesta sexta-feira (14) estréia em toooooooooooooooooooooooodo o mundo um dos blockbusters mais aguardados do ano: ''O Hobbit - Uma Jornada Inesperada''. Como dizia ''O máskara'' ALGUÉM ME SEGURA!!! hahaha, Se preparem para ver os nerds ''saindo da moita de cosplay de hobbit'' . Freaking awesome!!!




Ficha Técnica: 
Titulo Original: The Hobbit: An unexpected Journey. 2012. Warner/New Line/MGM. 169 min. Direção de Peter Jackson. Roteiro de Jackson, Philippa Boynes, Guillermo del Toro, Fran Walsh baseada no livro de J.R.R. Tolkien. Elenco: Ian McKellen, Martin Freeman, Cate Blanchett, Hugo Weaving, Elijah Wood, Christopher Lee, Richard Armitage, Ken Stott, James Nesbitt, Aidan Turner, Sylvester McCoy, Lee Pace e Andy Serkis como Gollum.


No filme, vemos que Bilbo Bolseiro (Martin Freeman) tem uma vida pacata no condado, como a maioria dos hobbits (seres pequeninos com um coração enorme - para não falar de seus pés, lol). Certo dia, aparece em sua porta o mago Gandalf, o cinzento (Sir Ian McKellen), que lhe promete uma aventura como nunca antes vista. Na companhia de vários anões, Bilbo e Gandalf, iniciam sua jornada inesperada pela Terra Média. Eles têm por objetivo libertar o reino de Erebor, conquistado há tempos pelo dragão Smaug e que antes pertencia aos anões. No meio do caminho encontram elfos, trolls e, é claro,PARA A NOSSA ALEGRIA, a criatura Gollum (Andy Serkis) e seu precioso anel. 

 O enredo é peculiarmente de ''tom inferior'' (Tolkien escreveu o livro para os filhos) ao da trilogia ''O senhor dos anéis'', mas nem por isso, deixa de transpor na tela a beleza e pureza do Condado e seus habitantes. Jackson adaptou, nesta primeira parte, somente 110 páginas do livro - ok, eu sei que tooooodo mundo disse que ele fez isso pra ganhar grana, mas quando vocês conferirem vão entender que era realmente necessário fazer a divisão. Primeiro, porquê o livro de Tolkien não é lá essas coisas, então o que o espectador vê ali, é uma mega tentativa de fazer a história andar. Segundo, porque isso funciona e a história anda (mesmo que alguns discordem). 

Bilbo entra na aventura, praticamente, de GAIATO, pois Gandalf o impulsiona a ir ''além do condado e ver o mundão que há lá fora''. Os Anões são UMA FARRA só! Alguns deles não tem falas e mal aparecem,mas cantam que é uma beleza! (o que no livro e mega boring, mas  ficou legal de ver e ouvir). Entre eles, o principal mesmo é Thorin Escudo de Carvalho, filho de Thráin II e neto do grande Rei Thrór. É ele quem tem a grande missão de reconsquistar o reino dos anões. Thorin, por um bom tempo, acha irracional a idéia de Gandalf levar Bilbo na aventura, mas em algum instante ele começa a pensar diferente. 
Os Orcs, Trolls, Lobos,Wargs e até o GENIAL GOLLUM, são os grandes vilões do filme perseguindo esta ''sociedade de aventureiros'' <alguém entendeu a referência lol> até o seu limite. As conexões com a trilogia já lançada, fazem o diferencial do filme com o livro, além do uso inteligente de detalhes cinematográficos. A trilha sonora nos traz boas memórias e o tema que os anões cantam é de outro mundo !!! Visualmente, todo mundo vai adorar!!! Portanto, vá ver e tenha uma ótima experiência, só não tente comparar com qualquer um dos filmes de ''O senhor dos anéis'', pois não tem como. O filme em 2D, dá aquela sensação de ''sessão da tarde'', em 3D então, deve ser sublime.                                                                                                                                                                                                  Antes de fechar a página e sair correndo para o cinema, olha o que um fã ensandecido, que também já conferiu, tem a dizer sobre '' O Hobbit''   

É com você:Lanisson!   


'' E cá estamos nós, na Terra Média...de novo! Só mesmo uma mente peculiar como a de Peter Jackson para tentar, e com muito êxito, transferir o fantástico (e complexo) mundo de Tolkien das páginas para a tela. Pois bem, não satisfeito em nos encantar com o já consagrado “Senhor dos Anéis”, vem o diretor e nos apresenta uma nova trilogia (sem desmerecer a anterior, obviamente) do prelúdio da famosa batalha do anel. E não deixa a desejar. Em “O Hobbit”, a história se passa 60 anos antes dos eventos ocorridos em “O Senhor dos Anéis”.                                                                            
Em termos práticos, o filme consegue ser fiel ao livro. Seja na precisão das cenas, nas sequências de ação, na riqueza dos detalhes e até nas frases pronunciadas. Pelo fato de ser “apenas um livro” dividido em três partes, e ainda ter 3 horas de duração, pode soar meio cansativo, do início ao meio, para aqueles que não estão familiarizados com o universo de Tolkien, nem com o estilo de Peter Jackson, mas nada que apague o brilho e o glamour da história (pelo contrário). Tolkien tem suas peculiaridades. E Peter Jackson também.  Resumindo: O Hobbit é (mais um) bom exemplo de adaptação para o cinema. Certamente, os fãs não terão do que reclamar. Mais uma vez, estão todos lá: orcs, trolls, wargs, elfos, anões, magos, o Condado, Valfenda e, em vez de Mordor, agora temos a Montanha Solitária. Pra quê melhor?

A Terra Média fala mais alto. E de volta outra vez. ''


Se empolgaram com o que leram???
lol
Espero que sim!!! Porque é realmente sensacional!!!!
Então, não se esqueça, dia 14 de Dezembro nos cinemas!

See Ya!

B.
 

Escrito por Bárbara Kruczyński

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)