Distribuição: Paris Filmes

Sophie Kinsella, O Ícone do Chick-Lit!

Resultado de imagem para sophie kinsella

As vezes tudo o que a gente precisa é esquecer os problemas, o mundo caótico em que vivemos e o peso das cobranças do dia-a-dia, não é? E não há nada melhor para ocupar nosso tempo do que usá-lo lendo um bom chick-lit. Sei que muita gente desvaloriza o gênero, o considerando fútil. Podem dizer o que quiserem, mas eu amo! Ninguém é de ferro! É aquele tipo de livro que eu pego quando preciso relaxar e repor as energias.  

Uma das escritoras do gênero que eu mais gosto é Sophie Kinsella, pseudônimo de Madeleine Wickham. Formada em economia, a londrina trabalhava na área de jornalismo financeiro (lembra  de alguém?) até assumir que sua paixão mesmo era a escrita. Seu primeiro romance foi The Tennis Party (inédito no Brasil), de 1995, que atingiu a lista de mais vendidos da Inglaterra. Em 2000, ela decidiu tentar algo diferente. Seus livros até então eram mais dramáticos e ela queria escrever algo com um tom mais divertido. Usando um nome fictício composto pelo seu nome do meio e o sobrenome de solteira da mãe, ela enviou Os Delírios de Consumo de Becky Bloom para sua editora anonimamente, para ver se o novo estilo funcionaria. E como funcionou! Becky se tornou o maior sucesso da escritora e desde então ela vem lançando romances sob o nome de Sophie Kinsella. Eu amo o estilo da autora! Ela é uma das poucas que consegue me fazer rolar de rir lendo. Indico demais para quem precisa se desconectar da realidade um pouquinho e se divertir!

A Sophie é uma autora bastante prolifica e já lançou muita coisa. Para quem não a conhecia e não sabe por qual obra começar, fiz um top cinco com meus livros preferidos dela!

5. Minha Vida (Não) Tão Perfeita 

"Eu acho que finalmente entendi como se sentir bem com a vida. Toda vez que você ver alguém feliz e brilhante, lembre-se: eles tem suas merdas também. Claro que tem. E toda vez que você ver sua própria merda e se sentir desesperada e pensar, 'essa que é minha vida?', lembre-se: não é. todo mundo tem um pouco de feliz e brilhando, mesmo se é difícil de enxergar as vezes"
Título Original: My Not So Perfect Life 
Ano de Lançamento: 2017 
Sinopse: Cat Brenner tem uma vida perfeita mora em um flat na capital do Reino Unido, Londres, tem um emprego glamoroso e um perfil supercool no Instagram. Ah, ok... Não é bem assim... Seu flat tem um quarto minúsculo sem espaço nem para guarda-roupa, seu trabalho numa agência de publicidade é burocrático e chato, e a vida que compartilha no Instagram não reflete exatamente a realidade. E seu nome verdadeiro nem é Cat, é Katie. Mas um dia seus sonhos se tornarão realidade. Bom, é nisso que ela acredita até que, de repente, sua vida não tão perfeita desmorona. Demeter, sua chefe bem-sucedida, a demite. Tudo o que Katie sempre sonhou vai por água abaixo, e ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset. Em sua cidadezinha natal, ela decide ajudar o pai e a madrasta com a nova empreitada do casal: os dois planejam transformar a fazenda da família em um glamping, uma espécie de camping de luxo e estão muito empolgados com o novo negócio, mas não sabem muito bem por onde começar. E não é justamente lá que o destino coloca Katie e sua ex-chefe cara a cara de novo? Demeter e a família vão passar as férias no glamping, e Katie tem a chance de, enfim, colocar aquela megera no seu devido lugar. Mas será que ela deve mesmo se vingar da pessoa que arruinou sua vida? Ou apenas tentar recuperar seu emprego? Demeter - a executiva que tem tudo a seus pés - possui mesmo uma vida tão perfeita, ou quem sabe, as duas têm mais em comum do que imaginam? Por que, pensando bem, o que há de errado em não ter uma vida (não tão) perfeita assim? 

As redes sociais revolucionaram nossa rotina e relacionamentos interpessoais. Embora sejam ferramentas incríveis, que nos trazem diversas possibilidades, um fenômeno que acontece são as pessoas as usarem para vender um ideal de felicidade que é irreal. O livro questiona a validade desse comportamento de forma bem humorada. Ele também reflete sobre como as impressões de uma pessoa podem se mostrar equivocadas uma vez que paramos para realmente conhece-las. 

4. Menina de Vinte

"A vida é como uma escada rolante. Veja bem, ela simplesmente continua te levando. E é bom que você aproveite a vista e aproveite a oportunidade enquanto ela está na sua frente. Se não será tarde demais."
Título Original: Twenties Girl 
Ano de Lançamento: 2010 
Sinopse: Lara Lington sempre teve uma imaginação fértil. Agora ela começa a se perguntar se está ficando maluca de vez. Meninas normais de vinte poucos anos não veem fantasmas, né? Pelo menos era o que ela pensava até o espírito da tia-avó Sadie, que foi uma jovem dançarina de Charleston com ideias avançadas sobre moda e amor, aparecer misteriosamente com um último pedido: Lara precisa localizar um colar que foi dela por mais de 75 anos. Só assim tia Sadie poderá descansar em paz. Além de encontrar a joia, Lara tem que lidar com probleminhas do dia a dia: a sócia foi curtir um romance em Goa, sua empresa está afundando e ela acabou de ser abandonada pelo homem “perfeito”. Nesta divertida história, Lara e Sadie são duas meninas de vinte bem diferentes que vão aprender a importância dos laços familiares e da amizade 

Com bons chick-lits, geralmente os livros da Sophie são focados em romances. Menina de Vinte se diferencia por ter como centro a amizade que a protagonista, Lara, desenvolve com sua tia-avó, Sadie. O choque de cultura entre as duas leva à situações inusitadas, mas faz as duas construírem um laço especial. É lindo de ver! 

3. O Segredo de Emma Corrigan 

"Relacionamentos são baseados em confiança e igualdade. Se uma pessoa compartilha, o outro deveria compartilhar também."
Título Original: Can You Keep a Secret? 
Ano de Lançamento: 2003 
Sinopse: Com humor e muito charme, o livro nos apresenta a Emma, uma inglesa perto dos 30 anos, mas longe de uma definição na vida. Na memória ela guarda situações ultra confidenciais: como perdeu a virgindade enquanto os pais assistiam Ben-Hur na sala de TV, o que pensa sobre o namorado, as peças que prega nos colegas de escritório, seu peso real. Funcionária Júnior da Panther Corporation, uma empresa de produtos energéticos e esportivos com filiais por toda Grã-Bretanha, Emma vai a Glascow participar da reunião de marketing sobre um novo refrigerante, a Panther Cola. O que parecia uma grande oportunidade profissional se transforma num pesadelo. Como se não bastasse ter derramado a bebida num superior, seu vôo de volta para casa quase cai. Em momentos de tensão as pessoas fazem as coisas mais estranhas. E Emma Corrigan não é exceção. Acreditando estar a um passo de uma morte trágica, ela conta todos os seus pequenos pecados para o passageiro ao lado. Afinal, qual a probabilidade de vê-lo de novo? Ainda mais com vida? Mas o destino decide brincar com a protagonista: o avião pousa em segurança e o distinto cavalheiro nada mais é que o fundador e presidente da empresa onde trabalha. E além dos segredos pessoais, Emma abriu o verbo sobre todos os colegas da Panther e suas estratégias para enrolar no serviço. Para recuperar o respeito profissional - e voltar às boas com o pessoal do escritório - Emma se mete nas situações mais inusitadas, quase novelísticas. Mas com as quais todas as mulheres acabam se identificando. 

Quem não tem seus segredinhos? Agora imagina se logo o seu chefe fica sabendo de tudo? Que saia justa seria, não é mesmo? E é isso que Emma precisa enfrentar. A Sophie é ótima em criar situações malucas, que mesmos parecendo improváveis te matam de rir. A história é cheia delas, o romance é uma delicia e quando você perceber já vai ter devorado o livro inteiro. 

2. Samantha Sweet, Executiva do Lar 

"Não se martirize por não saber as respostas. Você não tem sempre que saber quem você é. Você não precisa sempre ver o quadro geral, ou saber para onde você está indo. As vezes, é o suficiente saber o que você fará a seguir" 
Título Original: The Undomestic Godess 
Ano de Lançamento: 2005 
Sinopse: Samantha Sweet é uma advogada poderosa em Londres. Trabalha dia e noite, não tem vida social e só se preocupa em ser aceita como a nova sócia do escritório. Ela está acostumada a trabalhar sob pressão, sentindo a adrenalina correr pelas veias. Até que um dia... comete uma grande mancada. Um erro tão gigantesco que pode destruir sua carreira. Samantha desmorona, foge do escritório, entra no primeiro trem que vê e vai parar no meio do nada. Ao pedir informação em uma linda mansão, é confundida com uma candidata a doméstica e lhe oferecem o emprego. Os patrões não fazem ideia de que contrataram uma advogada formada em Cambridge, com QI de 158, e que não tem a menor noção de como ligar um forno! O caos se instala quando Samantha luta com a máquina de lavar... a tábua de passar roupa... e tenta fazer cordon bleu para o jantar.... Mas talvez não seja tão incapaz como doméstica quanto imagina. Talvez, com alguma ajuda, ela possa até fingir. Será que seus patrões descobrirão que sua empregada é de fato uma advogada de alto nível? Será que a antiga vida de Samantha irá alcançá-la? E, mesmo se isso acontecer, será que ela vai querer de volta? A história de uma mulher que precisa diminuir o ritmo. Encontrar-se. Apaixonar-se. E descobrir para que serve um ferro de passar... 

Mais um livro divertidíssimo. Samantha é muito sem noção e se coloca em cada situação absurda! O livro explora, com muito humor, como hoje em dia muita gente coloca a vida profissional em primeiro lugar e acaba perdendo de vista as pequenas coisas, que fazem da vida algo realmente prazeroso. É uma leitura muito gostosa! 

1. Fiquei Com Seu Número 

"Eu não sei se ela me ama. Eu não sei se eu a amo. Tudo que posso dizer é que ela é aquela em quem eu penso. O tempo inteiro. Ela é a voz que eu quero escutar. Ela é o rosto que eu espero ver."
Título Original: I’ve Got Your Number 
Ano de lançamento: 2012 
Sinopse: A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir. 

O primeiro livro da Sophie que eu li, é também o meu preferido. Eu ri do começo ao fim! As personagens transbordam carisma, a história é envolvente, dinâmica e muita divertida. Lendo, eu só conseguia pensar em como o livro daria uma adaptação maravilhosa para o cinema. Tem humor, romance, mistério... irresistível. Acorda Hollywood!

Espero que tenham curtido nas dicas e consigam ler alguns desses livros.

Até a próxima, pessoal.

Escrito por Vitor Souza

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)