Convenção das Bruxas (2020)



O aclamado escritor Roald Dahl (A Fantástica Fábrica de Chocolates e Matilda) lançou o livro infantil ''As Bruxas'' em 1983. Em seu texto, conta como um garotinho norueguês que vivia se metendo em encrencas mal sabia que bruxas existiam até mexer com uma das mais poderosas entre elas. O livro foi adaptado para os cinemas em 1990 e deixou Dahl altamente insatisfeito, apesar de ter adorado que Angelica Huston foi escolhida para o papel da Grande Rainha Bruxa. Ademais, sabe-se que o autor deixou em seu testamento afirmação para que nenhuma de suas obras chegassem a ser adaptadas novamente e não se sabe se a família irá ou não cumprir o desejo deste, porém, como algumas já tiveram autorizações prévias a sua morte, os estúdios conseguem relançar remakes. 

Convenção das Bruxas, de Nicolas Roeg, ganha então nova roupagem com direção de Robert Zemeckis (O Expresso Polar e De Volta Para o Futuro) e apresenta as novas gerações um clássico da sessão da tarde com muita diversidade e até mais fidelidade ao livro de Dahl. Anne Hathaway, Stanley Tucci, Chris Rock e Octavia Spencer são os grandes nomes do elenco. 

Trailer


Ficha Técnica
Título original e ano: The Wiches, 2020. Direção: Robert Zemeckis. Roteiro: Robert Zemeckis, Guillermo del Toro e Kenya Barris. Elenco: Octavia Spencer, Chris Rock, Anne Hathaway, Stanley Tucci, Jahzir BrunoBrian Bovell, Josette Simon, Orla O'Rourke, Charles Edwards, Codie-Lei Eastick. Gênero: Aventura. Nacionalidade: UK, EUA. Trilha Sonora Original: Alan Silvestri. Fotografia: Don Burgess. Edição: Ryan Chan e Jeremiah O'Driscoll. Figurino: Joanna Johnston. Supervisor de Efeitos Especiais: David Holt.  Distribuição: Warner Bros Pictures. Duração: 01h47min.
Nesta nova releitura da história original, vemos um elenco menos caucasiano e ao invés de termos como palco a Noruega e a Inglaterra, somos levados a conhecer o Alabama nos Estados Unidos de outras décadas. O jovem garoto que foi uma vez chamado de 'Luke' aqui é descrito como no livro e não tem nome, é apenas o 'garoto herói'. Sua avó, papel de Spencer, o socorre após os pais falecerem e este vai morar com ela e até ganha um ratinho. Avós são ótimas contadoras de história e a do menino o revela como existem bruxas no mundo e como elas se parecem com pessoas comuns quando não o são. A mulher o dá todos os detalhes possíveis ''elas não tem mãos, usam luvas para esconder as garras, seus pés tem os dedos decepados e são todas carecas''. Também não esquece de dizer que as bruxas odeiam crianças, pois para elas as crianças fedem, e , por tal fator, gostam de as transformar em bichos. A avó do garoto sabe disto, pois teve uma amiguinha transformada em galinha quando tinha a idade do neto e se lembra bem como as bruxas chamavam as crianças para dar doces e enfeitiça-las.

Um dia, o garoto está brincando e uma mulher estranha se aproxima com várias das características que a avó mencionara e ele corre para contar a ela. A guardiã do pequeno sente o perigo e decide então viajar com ele para um hotel chic a quilômetros dali e consegue uma bom quarto por conhecer um dos funcionários. O que mal sabe é que chegando ao lugar irá encontrar ainda mais bruxas, pois elas marcaram uma reunião por ali para tramar o fim das crianças em todo o mundo.


O filme tem narração do personagem principal já com voz de adulto, parte que cabe ao fenomenal Chris Rock, e algo que este ganha, que o longa dos anos 90 não tem, são os 'backgrounds' de algumas das histórias da avó, bem como a da própria. O ato final do filme também é de acordo com o do livro e  toda a produção consegue ter um tom infantil engraçadinho e assustador ao mesmo tempo. 

As características das bruxas são quase as mesmas, exceto que aqui realmente foram interpretadas por mulheres e não por homens carecas como anteriormente. A Grande Bruxa Rainha de Anne Hathaway é tão sinistra como a de Angélica Huston, mas aqui ganha uma boca enorme ao invés de um corpo deformado e também usa uma peruca loura. Caso não se lembrem, a personagem possuía uma secretária, alteração para a tela que não entra aqui e no filme de Roeg tem valia para um fim mais alegre. 

Tucci, que aqui vive personagem que foi de Rowan Atkinson, aparece em poucas cenas, mas contracena tanto com Spencer como com Hathaway, com quem já trabalhou em 'O Diabo Veste Prada'. Se os atores adultos conseguem trilhar um bom caminho, as crianças fazem ainda melhor e são ótimas na dublagem já que acabam sendo transformadas. 

A nova era do cinema digital ajuda o filme a ter efeitos especiais totalmente manipulados no computador e estes se altamente tornam perceptíveis. Por tanto, pode ser que para alguns espectadores, eles sejam um pouco grosseiros.  


O remake tem diferenças muito claras da primeira adaptação e se aquela nos ganha pelo ar noventista de sessão da tarde e todos os seus efeitos toscos, esta se mostra mais moderna e visualmente mais classuda, ainda que não seja memorável. 

HOJE NOS CINEMAS

See Ya!
B-

Escrito por Bárbara Kruczyński

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)