Exorcismo Sagrado | Hoje nos Cinemas


The Exorcism of God, que no bom português ganhou tradução de Exorcismo Sagrado, já vem procurando polêmica. Seu título por si só deve trazer uma leva de pessoas aos cinemas, a temática de terror também pode ajudar. Bem, a princípio, o longa dirigido por Alejandro Hidalgo,  nos introduz a um universo sombrio e aparentemente com poucas esperanças de uma futura melhora, até que o enredo nos apresenta ao Padre Peter Williams, papel do ator Will Beinbrink, um jovem cristão e inexperiente que se vê como a única esperança de uma humilde família do interior do México.

Ainda no primeiro ato do longa conforme o Padre se aproxima de uma pobre alma que anseia por salvação instaura-se uma atmosfera dark e desesperadora que se torna cada vez mais pesada. Logo, todo o ambiente nos transmite uma sensação de medo e horror.

As cenas iniciais da película  capta a atenção do espectador, todavia, o desenvolvimento da trama acaba não conseguindo se sustentar em certos pontos, se tornando incoerente. A produção bebe da fonte de inúmeros clichês advindo de outras obras do gênero. Isto faz com que o Exorcismo Sagrado se torne previsível, com pouquíssimos momentos em que você realmente se surpreenda ou até mesmo pule da cadeira com os “sustos” que o longa tenta proporcionar.

Trailer

Ficha Técnica
Título original e ano: The Exorcism of God, 2021. Direção: Alejandro Hidalgo. Roteiro: Santiago Fernández Calvete e Alejandro Hidalgo. Elenco: María Gabriela de Faría, Joseph Marcell, Will Beinbrink, Raquel Rojas, Irán Castillo,Hector Kotsifakis. Gênero: Terror. Nacionalidade: México, Venezuela e Estados Unidos. Trilha Sonora Original: Elik Alvarez e Yoncarlos Medina. Edição: Rodrigo Ríos e Dester Linares. Fotografia: Gerard Uzcategui. Distribuição: Imagem Filmes. Duração: 01h38min

Embora a trama seja extremamente simples outros pontos ainda são dignos de elogios como sua trilha sonora, que consegue emplacar a tensão necessária, principalmente em seu ato final. Os destaques do filme vão também para a atuação de Joseph Marcell, que dá vida o Padre Michael, e Christian Rummel, a icônica voz do Demônio Balban.

Críticas a igreja católica circulam o longa e o diretor é potente ao nos mostrar que qualquer um, seja do alto escalão do vaticano ou um simples agricultor no interior do México, não importa quem seja, todos são propensos a cair nas tentações do mal quando deveria espalhar a palavra do amor aos quatro cantos do mundo. Além do pequeno arco do Padre Peter que demonstra que os seus erros do passado não "definem quem você é" e mudar isso depende apenas de de cada um.




Temos aqui um terror que talvez, como conjunto da obra, não cative o grande público. Ainda assim, o filme termina com um gancho que almeja expandir o universo. A deixa é um tanto quanto animadora, pois uma continuidade seria excelente para desenvolver melhor ou até resolver as pontas soltas. Quem sabe também plantar mais algumas para assim manter o público ligado. Ademais, produções cómo esta, vez ou outra, encabeçam novas franquias.

Por fim, vale lembrar que sendo ou não esta uma obra grandiosa, se for assistir, assista nos cinemas. 

Hoje nos Cinemas

Escrito por Léo Souza

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)