Duna | Assista nos Cinemas

A segunda tentativa em adaptar Duna, do grandioso livro escrito por Frank Herbert, nos introduz a história de Paul Atreides, o primogênito e herdeiro da casa Atreides. Uma obra tão grandiosa e revolucionária quanto o aclamado O Senhor dos Anéis, do mestre Tolkien.

que a primeira vista se assemelha a um amálgama entre Star Wars e The Lord of The Rings nas telas, infelizmente, não atingiu o esperado quando David Lynch pôs as mãos, lá em 1984. O que colocou a ''possível franquia'' na geladeira por alguns anos até que Denis Villeneuve, responsável por obras como: Blade Runner 2049 e A Chegada, entrasse na parada. O diretor acerta e muito em realizar uma adaptação diferente da última versão de Duna, uma que se expande de forma mais “lenta”, o que é excepcional para uma produção deste tamanho. Toda essa calma serve para introduzir e detalhar um universo riquíssimo idealizado por Herbert na literatura, ademais permite que o público vivencie cada passo da experiência que o filme nos apresenta acerca da forma autoritária que o governo domina todo aquele povo e a aqueles planetas, os preconceitos, as histórias, mitologias e crenças de todo ele.

A condução do projeto em si é excepcional. E o mesmo vale para o resultado que os atores entregam em cena, até os personagens que ficam de segundo plano, pois são ricos em camadas e personalidade. Zendaya tem pouquíssimo tempo de tela nesta primeira parte, ainda assim, consegue se destacar e deixar aquele anseio pela sequência que deve vir no futuro, onde aparentemente seu personagem terá um enorme destaque. E falando dos personagens principais Rebecca Ferguson e Timothée Chalamet  nos  dão uma atuação extraordinária roubando todas as cenas. Eles vivem mãe e filho e este laço  é bem construído e revela uma química gigantesca, auxiliando e muito na amarração de toda a história. Tambem estão no elenco: Jason Isaacs, Jason Momoa, Javier Barden, Stelan Skarsgärd, David Dastmalchian, Dave Bautista, Cheng ChangStellan Skarsgård, Josh Broslin, Stephen McKinley Henderson e Charlotte Rampling.













Os cenários e suas caracterizações claramente são outro ponto altíssimo do longa, repleto de paisagens deslumbrantes desde os bosques do planeta Cladan aos desertos do planeta Arrakis. A caracterização de alguns rostos famosos é tão bem feita que em alguns casos os atores ficam irreconhecíveis, o que nos aproxima ainda mais desse universo e de seus personagens, entendendo certas situações passadas por eles e nos conectando ainda mais pela obra.



















Barão Vladmir Harkonnen (Stellan Skarsgård) - ''Nenhum Atreides deve viver''.
Peter De Vries (David Dastmalchian) - ''Meu senhor, destes a palavra a bruxa. Ela vê demais''.


Duna é uma obra inegavelmente complexa e levá-la aos cinemas é um trabalho e tanto por conta do já citado universo gigantesco que abrange toda o livro, portanto, adaptar apenas as primeiras 300 páginas do enredo foi uma das melhores escolhas do diretor, que soube como usar seu tempo em tela. Permitindo que a história caminhasse de forma gradativa até seu clímax que novamente é apresentado de forma magnífica, porém…

O maior e único erro do filme curiosamente também é todo o seu “tempo”, não acredito que se fazia necessário 2h 35m em tela, inegavelmente até a chegada do ápice, o longa caminha de forma extraordinária, sinceramente não se tem muito a reclamar até este ponto do filme. Mas percebe-se que após, a narrativa se torna arrastada, trabalhando em temas que já haviam sido apresentados em momentos anteriores do longa, logo, quando se atinge a virada que esperasse e esta chega ao seu fim, poucos motivos restam para querer se estender conflitos e situações que inegavelmente poderiam ser resolvidos em cerca de 5 a 10 minutos, ou até editados para que coubessem ali.





O roteiro é assinado por Villeneuve, Eric Roth e Jon Spaihts e ainda que haja toda explicação possível e trama se aprofunde na mitologia deste universo, o longa também é rodeado de diversos mistérios para deixar o público sedento e não só assistir ao filme como a sua sequência (que já tem gravações agendadas para o finalzinho de  2021).

Hans Zimmer aparece a cada segundo com uma trilha sonora magnífica que ressalta a tensão dos conflitos e nos deixa perplexos com seu talento de compositor.

Trailer


Ficha Técnica

Título original e ano: Dune, 2021. Direção: Denis Villeneuve. Roteiro: Jon Spaihts, Denis Villeneuve e Eric Roth - adaptação do clássico homônimo de Frank Herbert. Elenco: Rebecca Ferguson, Timothée Chalamet , Jason Isaacs, Jason Momoa, Javier Barden, Stelan Skarsgärd, David Dastmalchian, Dave Bautista, Cheng ChangStellan Skarsgård, Josh Broslin, Stephen McKinley Henderson e Charlotte Rampling. Nacionalidade: Canadá, Eua. Gênero: Scifi, Aventura, drama, ação. Trilha Sonora Original: Hans Zimmer. Fotografia: Greig Fraser. Edição: John Walker. Design de produção: Patrice Vermette. Direção de arte: Tom Brown. Figurino: Bob Morgan Jacqueline West. Distribuição: Warner Bros Pictures. Duração: 02h35min.


HOJE NOS CINEMAS

atualizado, às 17.58

Escrito por Léo Souza

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)